Minas Gerais

Carros de autoescolas vão começar a ser monitorados eletronicamente e por câmeras

Nova Lima vai ser a primeira cidade a receber a novidade, que deve ser implantada em até 15 dias. A previsão do Detran é levar o sistema para o estado todo nos próximos quatro meses.


Por: Administrador - 03/04/2018 09h16

"Vai nos proporcionar também fazer uma interação e transmissão dos dados durante as aulas e durante os exames para um tablet, para um equipamento de tecnologia móvel , que vai ser utilizado pelo instrutor e pelo examinador, que vai proporcionar uma maior lisura nos exames e também durante as aulas", explicou o chefe de habilitação do Detran, delegado Edinelton Carracci.

O modelo já é usado em dez estados. Em Minas, Nova Lima vai ser a primeira cidade a receber a novidade, que deve ser implantada em até 15 dias. A previsão do Detran é levar o sistema para o estado todo nos próximos quatro meses. A instalação dos equipamentos será feita por empresas credenciadas pelo Detran.

Os custos aos candidatos devem ser repassados pelas autoescolas, que estão preocupadas. Hoje, tirar a carteira custa em média, R$ 2,2 mil.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores, Alessandro Dias, a previsão é que haja uma elevação de cerca de 5% no preço. "Lembrando que esse é processo que vai ser gradativo. Então os alunos que já estão em andamento não vão ser impactados por essa mudança no primeiro momento. Os novos alunos, que vão iniciar o processo, que vão sofrer esse impacto", afirmou.

"Vai nos proporcionar também fazer uma interação e transmissão dos dados durante as aulas e durante os exames para um tablet, para um equipamento de tecnologia móvel , que vai ser utilizado pelo instrutor e pelo examinador, que vai proporcionar uma maior lisura nos exames e também durante as aulas", explicou o chefe de habilitação do Detran, delegado Edinelton Carracci.

O modelo já é usado em dez estados. Em Minas, Nova Lima vai ser a primeira cidade a receber a novidade, que deve ser implantada em até 15 dias. A previsão do Detran é levar o sistema para o estado todo nos próximos quatro meses. A instalação dos equipamentos será feita por empresas credenciadas pelo Detran.

Os custos aos candidatos devem ser repassados pelas autoescolas, que estão preocupadas. Hoje, tirar a carteira custa em média, R$ 2,2 mil.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores, Alessandro Dias, a previsão é que haja uma elevação de cerca de 5% no preço. "Lembrando que esse é processo que vai ser gradativo. Então os alunos que já estão em andamento não vão ser impactados por essa mudança no primeiro momento. Os novos alunos, que vão iniciar o processo, que vão sofrer esse impacto", afirmou.

Envie seu Comentário